Subversão pelas imagens

15 12 2009

“La Subversion des Images” é a exposição que está, no Centro Pompidou, em Paris, até 11 de Janeiro, e que reagrupa mais de três centenas de obras do movimento surrealista: fotografias, foto-montagens, colagens e filmes.

Os surrealistas usaram a imagem de modo tão intenso como usaram a palavra, sempre para poderem “mudar a vida”. “É pela força das imagens que, ao longo do tempo, se poderão alcançar as verdadeiras revoluções” escreveu André Breton.

Muitas das  inovações formais da fotografia surrealista chegaram depois da 1ª guerra mundial e foram usadas pela moda e pela publicidade. No final da década 20, muitos surrealistas renderam-se às editoras: Man Ray trabalhava para  Harper’s Bazaar e Vogue. Dora Maar fazia ilustrações para uma empresa petrolífera. Claude Cahun fazia ilustrações para livros infantis.

Anúncios