A Aspirina faz hoje 100 anos

6 03 2014

Aspirina

                                                                                A Aspirina faz hoje 100 anos

A 6 de março de 1899, o laboratório alemão Dreser concluiu o processo do fabrico da Aspirina e depositou a patente, em Berlim. Dotado de grandes propriedades analgésicas, o produto tem também a faculdade de baixar a febre. A empresa Bayer apressou-se em comercializar o medicamento, dando nascimento a um novo mercado: a indústria farmacêutica.

O Departamento Imperial de Patentes, em Berlim, registou o nome Aspirina, para o ácido acetilsalicílico, a favor da companhia farmacêutica alemã Friedrich Bayer & Co. A droga mais comum dos armários domésticos, dos bolsos das pessoas, das gavetas dos escritórios, o ácido acetilsalicílico foi originalmente retirado da descoberta química na casca do salgueiro e do choupo.

Na sua composição primitiva, o ingrediente ativo, salicina, foi usado durante séculos na medicina caseira, começando na Antiga Grécia, quando Hipócrates o utilizou para aliviar a dor e a febre. Conhecido dos médicos desde meados do século XIX, foi usado parcamente em virtude do seu gosto e da tendência em criar problemas estomacais.

Em 1897, um empregado da Bayer, Felix Hoffman, descobriu uma forma estável para que a droga fosse mais fácil e agradável de tomar. Algumas evidências mostram que o trabalho de Hoffman foi realizado pelo químico Arthur Eichengrun, cujas contribuições foram encobertas durante a era nazi.

A marca registrada ‘Aspirina’ derivou de ‘A’ de Acetila; ‘spir’ da planta ‘spirea’, uma fonte de salicina; e o sufixo ‘ina’ normalmente usado para medicamentos. A Aspirina tornou-se rapidamente na droga mais consumida em todo o mundo. Existe em tablete e sem necessidade de prescrição médica, desde 1915.

Anúncios

Acções

Information

One response

14 03 2014
musicaefantasia

Nesta deta festiva, Seria bacana lembrar que o poeta João Cabral de Nello Neto dedicou um poema à Aspirina.

Ele sofria de constante dor de cabeça e esse remédio ajudava a minorar o problema. Grato, ele a homenageou do modo que melhor sabia.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: