Obesidade: péssimo exemplo do Pai Natal

24 12 2009

«O Pai Natal não é um exemplo a seguir», escreve Nathan Grills, investigador em medicina pública, no British Medical Journal, e continua «há uma correlação entre os países que veneram o Pai Natal e os que têm elevados níveis de obesidade infantil».

«Dada a sua notoriedade, ele tem a capacidade de influenciar comportamentos dos indivíduos e da sociedade, não forçosamente no bom sentido», diz o investigador. «transmitindo uma mensagem que diz que a obesidade é sinónimo de alegria e jovialidade». Ou seja, o Pai Natal deveria ter um regime para emagrecer!

 O Pai Natal é igualmente culpado, aos olhos deste investigador, de «promover actividades de grande risco» e «desportos extremos, como o surf no gelo ou o salto da chaminé».

Já agora e aproveitando o apelo para a mudança de tradições, o Pai Natal deveria deixar de andar de trenó e renas, passando a utilizar um outro tipo de meio de transporte mais ecológico: um velocípede, por exemplo.

Anúncios

Acções

Information

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: